domingo, 3 de abril de 2011

Festa para Pato, vaias para Leonardo: Milan bate Inter e fica perto da taça

Atacante marca dois gols na vitória de 3 a 0 no San Siro, pela 31ª rodada. Torcida faz faixas e mosaico para provocar técnico rival: 'Judas Interista'

Por GLOBOESPORTE.COM Milão, Itália - Postado por Abraao Na Rede

Por causa de brasileiros, a torcida do Milan fez festa antes, durante e depois do clássico com o Inter de Milão neste sábado: com dois gols de Alexandre Pato, o time rubro-negro venceu por 3 a 0 no San Siro (o terceiro foi de Cassano), abriu cinco pontos de vantagem sobre o rival e ficou mais perto ainda de acabar com a hegemonia do time do "Judas" Leonardo no Campeonato Italiano.

O Milan soma 65 pontos em 31 rodadas contra 60 do vice-líder Inter, campeão nas últimas cinco temporadas. A sete rodadas do fim do Italiano, o time de Massimiliano Allegri tem boa vantagem e se preocupa apenas com o campeonato nacional e a Copa Itália, enquanto o maior rival ainda busca o bi da Liga dos Campeões (na próxima terça-feira encara o Schalke pelas quartas de final).

pato milan x internazionale (Foto: AP)
Alexandre Pato precisou de 45 segundos para fazer 1 a 0 para o Milan no San Siro (Foto: AP)

A festa da torcida do Milan começou bem antes do jogo. No primeiro confronto com Leonardo, que já foi jogador, dirigente e técnico do clube, os rubro-negros se empenharam nas provocações. Além de faixas com ofensas ao treinador do Inter, um grupo fez um mosaico gigante no San Siro contra o brasileiro: a imagem do quadro "Última ceia", de Leonardo da Vinci, com a frase "Judas interista".

mosaico leonardo milan judas (Foto: Reprodução/Twitter)
'Judas Interista': torcida do Milan pega pesado

com Leonardo (Foto: Reprodução/Twitter)

Dentro de campo, quem comandou a festa do Milan foi Alexandre Pato, para alegria do sogro Silvio Berlusconi e da namorada Barbara Berlusconi, que viram a partida da tribuna. Recuperado da lesão no tornozelo que o deixou fora do amistoso da Seleção com a Escócia no último domingo, o atacante teve grande atuação e marcou dois gols, um com apenas 45 segundos do primeiro tempo. Cassano fez o terceiro, de pênalti, e ainda foi expulso já nos minutos finais da partida.

Pato formou o ataque ao lado de Robinho, que também foi bem e perdeu boas chances de marcar. Na zaga, Thiago Silva teve atuação segura no Milan. No lado do Inter, o destaque brasileiro foi o goleiro Julio César, que evitou até placar maior do rival. Nervoso, Maicon recebeu um amarelo por entrada violenta em Robinho. Thiago Motta protagoniou lance polêmico: Abbiati defendeu uma cabeçada sua, mas os jogadores do Inter reclamaram que a bola entrou.

Primeiro ataque e gol

O Milan precisou de um ataque para abrir o placar. Logo no 45º segundo de jogo, Alexandre Pato tocou para Gattuso, que rolou para Robinho na área, mas Julio César cortou. Pato aproveitou o rebote e bateu para o gol: 1 a 0.

Empurrado pela torcida rubro-negra, maioria dos 80 mil presentes, o Milan continou pressionando. Aos oito minutos, lance polêmico: Seedorf chutou cruzado, Maicon pulou para cortar e a bola bateu na mão do lateral brasileiro dentro da área, mas o árbitro não marcou pênalti.

 barbara berlusconi; milan x internazionale (Foto: Agência Reuters)
Barbara Berlusconi, a namora de Pato: atacante fez dois gols para a alegria da amada (Foto: Reuters)

O primeiro bom ataque do Inter saiu aos 18, quando Pazzini entrou na área, driblou um rival e bateu forte para bela defesa de Abbiati. Sete minutos depois, nova polêmica na área do time de Leonardo: Robinho passou por Ranocchia e caiu, mas levou cartão amarelo por tentar enganar o juiz.

Aos 36, Van Bommel arriscou de longe, a bola bateu em um zagueiro do Inter e explodiu no travessão de Julio César. Logo em seguida, a polêmica mudou de lado. Após escanteio da direita, Thiago Motta subiu bem e tocou de cabeça, mas Abbiati salvou. Para os jogadores do Inter, a bola havia entrado. Mas nem os replays da transmissão da televisão conseguiram mostrar se a bola entrou ou não.

Com um a menos, Inter não tem forças para reagir

Na etapa final, a equipe de Leonardo perdeu Chivu logo aos oito minutos: o zagueiro fez falta em Pato quando o brasileiro se preparava para invadir a área e levou cartão vermelho. Na cobrança, Thiago Silva bateu forte e obrigou Julio César a fazer grande defesa.

eto'o nesta milan x internazionale (Foto: Agência Reuters)
Eto'o teve atuação apagada e foi a imagem do

Inter de Milão no clássico (Foto: Reuters)

Melhor em campo e agora com um a mais, o Milan conseguiu marcar 2 a 0 no placar aos 16: Seedorf lançou Abate pela direita da área, o lateral pegou mal na bola e bateu cruzado, mas Pato tocou de cabeça e ampliou.

Quatro minutos depois, Robinho quase deixou o dele. Após receber passe na área, o ex-santista driblou Córdoba e ficou cara a cara com Julio César, que voltou a salvar o Inter de levar mais um gol. Aos 26, o camisa 70 teve nova oportunidade: dentro da área, enganou o goleiro brasileiro com uma paradinha e chutou, mas a bola foi para fora.

Com a vitória nas mãos, Allegri tirou Robinho e depois Pato. Os brasileiros do Milan saíram sob aplausos da torcida. Sem reação do rival, o líder ainda conseguiu um pênalti aos 43, quando Zanetti derrubou Cassano. O próprio camisa 99 cobrou e fez o terceiro.

Porém, Cassano conseguiu fazer besteira mesmo com a goleada. Após o gol, levou amarelo por comemorar sem camisa. Logo sem seguida, fez uma falta e acabou levando cartão vermelho. Expulsão que não abalou a festa da torcida.

Confira os jogos da 31ª rodada:

Sábado
Brescia 3 x 1 Bologna
Milan 3 x 0 Inter de Milão

Domingo
Napoli x Lazio
Catania x Palermo
Cesena x Fiorentina
Chievo x Sampdoria
Genoa x Cagliari
Lecce x Udinese
Parma x Bari
Roma x Juventus

Nenhum comentário: